POR QUE ESCOLHER LABORATÓRIOS DE ANÁLISES CLÍNICAS QUE POSSUEM SELO DE ACREDITAÇÃO?
23/08/2016 - 11:40
Auto: /

Os laboratórios de análises clinicas divergem em sua forma de atendimento e confiabilidade.

A afirmação é verdadeira e muitos desconhecem sua fundamentação. Médicos e profissionais da área de saúde, que utilizam serviços de laboratórios de análises têm certeza, a qual está sedimentada em suas experiências profissionais.

Clientes, usuários dos serviços disponíveis em laboratórios de análises, geralmente têm entendimento limitado, no que concerne aos aspectos relacionados ao atendimento, conforto, acessibilidade, localização e estrutura.

Os processos e procedimentos que norteiam a análise até a liberação do laudo, não são explícitos.

De que forma o cliente/paciente, poderá decidir qual laboratório de análises clinicas, deverá escolher quando exames lhe forem requisitados pelo médico assistente?

Como minimizar a possibilidade de experiência negativa, quando o já fragilizado quadro clinico ensejar a necessidade de exames ou mesmo rotinas requisitas por profissionais do seguimento de saúde?

Pois bem, mesmo não sendo possível a supressão da totalidade dos riscos, utilizando-se dos serviços de laboratórios com selo de QUALIDADE/ACREDITADO é decisão no mínimo salutar.

Portanto, ao selecionar um laboratório de análises clinicas, para atende-lo, no que se relaciona à testes laboratoriais, necessário assegurar-se de que os resultados são confiáveis.

A competência técnica de um laboratório ACREDITADO, será certificada por órgão expedidor do selo de qualidade, mediante análise e validação dos requisitos:

a) Ambiente laboral, meio ambiente, tratamento e destinação dos resíduos;

b) Fornecimento de instruções verbais e por escrito, para o correto preparo do paciente anteriormente à coleta;

c) Transporte adequado do material a ser analisado;

d) Realização de controles de qualidade (internos/externos);

e) Tecnologias modernas;

f) Participação em programa de indicadores laboratoriais;

g) Pureza da água reagente;

h) Procedimentos escritos, para realização de cada exame (Procedimento Padrão Operacional);

i) Qualificação, capacitação continuada e comprometimento do capital humano;

j) Contar com equipamentos analíticos de alta performance tecnológica, equivalentes aos utilizados em países desenvolvidos, adequadamente calibrados, em dia com as manutenções preventivas, de acordo com orientação do fabricante;

k) Procedimentos adequados, de modo a garantirem a qualidade;

l) Procedimentos pré-analíticos, analíticos e pós-analíticos levados a efeito com o mais alto padrão de qualidade;

m) Métodos de ensaio validados;

n) Rastreabilidade dos ensaios de acordo com as normas nacionais;

o) Procedimentos preciosos de registros e relatos;

p) Instalações adequadas à realização de coletas e testes;

q) Participação em programas de proficiência.

Desta forma, a ACREDITAÇÃO oferece reconhecimento formal a laboratórios compromissados, cujo sistema de gestão da organização atendam aos requisitos da normativa.

Permite desenvolvimento de potencial com foco na geração de produtos e serviços, com a finalidade de atender aos anseios dos clientes, por meio das boas práticas de gestão cientifica, relacionada à área de medicina laboratorial.

À manutenção do selo de acreditação, dependerá da revalidação periódica pelos órgãos acreditadores, com a finalidade de assegurar a continuidade das conformidades, bem como requisitos exigidos, validando-se a manutenção do padrão de operação.

Receber um selo de acreditação nos padrões acima citados, traz enorme distinção para o laboratório de análises clinicas, por que resulta de esforço coletivo, organizado, envolvendo desde a mais alta direção, até os profissionais de nível operacional.

Conseguir uma acreditação é o prêmio maior, pelo trabalho competente e investimentos diversos, visando atender as expectativas dos clientes e demais interessados de forma adequada e efetiva.

A acreditação é um dos selos de excelência processual mais abrangentes e confiáveis, conferindo segurança ao cliente, usuário e médico, quando buscam serviços disponibilizados por laboratórios de análises clinicas.

Laboratório acreditado, passa a fazer parte de um seleto rol, internacionalmente reconhecido, com indicativo confiável de competência técnica.

O benefício da acreditação permite aos laboratórios detentores do selo, externarem sua atividade de forma correta, de acordo com as normas de seu organismo de acreditação, bem como ofertar um referencial primando pela competência.

Em conclusão a este entendimento, o selo de acreditação de qualidade reflete a excelência de processos, visando geral resultados laboratoriais que apoiam decisivamente o profissional médico no diagnóstico, prognóstico, terapêutico e contribui decisivamente para a saúde de clientes, paciente e usuários.

É a certeza maior, determinante para clientes que utilizam os serviços de uma empresa responsável, consciente de sua missão em atender com excelência, aqueles que buscam o atendimento.

Laboratórios acreditados se diferenciam, agregam valores a médicos, clientes e a todo o Sistema de Saúde.

Antes de destinar seus exames a este ou aquele laboratório de análises, informe-se e tenha a certeza de que será assistido por empresas acreditadas, cujo selo de qualidade representa menos riscos e menor custo.

Somente a excelência de processos acreditados, asseguram resultados confiáveis e sustentáveis!

 

AFINAL, O QUE É UM PROGRAMA DE PROFICIÊNCIA?

Programa de proficiência é uma avaliação externa de qualidade, também conhecida por controle externo de qualidade, ferramenta para garantir a exatidão das análises realizadas pelos laboratórios clínicos que participam do programa.

Para a maioria dos analitos, existem programas de proficiência, os quais devem ser conduzidos pela ANVISA.

Estes programas são mecanismos para verificação de desempenho do laboratório quanto ao erro total, inserido nos testes que realiza.

O programa de proficiência, envia as amostras desconhecidas para os laboratórios participantes, que as analisa e, costumam informar esta condição em seus laudos.

Os resultados são regressados ao programa, que faz a comparação dos dados deste laboratório com os demais participantes.

No brasil, os programas que contam com o maior número de participantes são: PELM(Proficiência em Ensaios Laboratoriais) da Sociedade Brasileira de Patologia Clinica/Medicina Laboratorial, Controlab e o PNCQ(Programa Nacional de Controle de Qualidade) da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas.

O PELM e o PNCQ são programas inter-laboratoriais de resultados de análises qualitativas e quantitativas, abertos a todos os laboratórios da américa latina.

É considerado uma ferramenta extremamente importante para a gestão do desempenho do laboratório em relação ao processos analíticos (equipamentos, reagentes, operadores técnicos, calibradores, controles etc.), o que possibilita maior segurança e confiabilidade para os laudos liberados.

Por meio destes programas, os laboratórios particulares podem comparar os seus resultados de modo a garantir a concordância de laudos do mesmo paciente em diferentes regiões do pais.

A participação do laboratório em um programa de proficiência é fundamental no processo continuação da melhoria.

A empresa Laboratório Carlos Chagas, detentora dos selos de qualidade PALC e DICQ, em seus quase 50(cinquenta) anos de relevantes serviços prestados à população mato-grossense, continua investindo em melhorias, primando pela excelência em todos os processos, tendo como resultado, a confiança de seus clientes.

 

Dr. José Joel Vieira

Diretor Científico do Laboratório Carlos Chagas

 

Referências:

1 – Grupo Ghanem: O diferencial de um Laboratório Clinico Acreditado;

2 – Luisane Maria Faci Vieira: Qualidade em medicina laboratorial;

3 – Wilson Shcolnik: Erros laboratoriais e segurança do paciente.

FONTE: Diretor Científico Lab. Carlos Chagas - Dr. José Joel Vieira
EDIÇÃO: 1


Parceiros